Após dois anos de ausência, devido à pandemia de covid-19, o Tour Down Under regressou hoje, com a chuva e as muitas quedas a ajudarem a ‘decidir’ o vencedor: Bettiol foi dos primeiros a sair para o prólogo, quando a estrada ainda estava seca, e cumpriu os 5,5 quilómetros nas ruas da cidade australiana de Adelaide em 06.19 minutos.

No curto, mas intenso exercício contra o cronómetro, o norte-americano Magnus Sheffield (INEOS) foi segundo, a oito segundos, com o dinamarquês Julius Johansen (Intermarché-Circus-Wanty) a ser terceiro, a 10.

Jay Vine (UAE Emirates), recém-coroado campeão australiano de contrarrelógio, foi ‘apenas’ nono, a 14, enquanto Rohan Dennis (Jumbo-Visma), outro dos favoritos, foi 15.º, a 17.

“Sinto-me supercontente e, ao mesmo tempo, afortunado. Não teria vencido sem [a ajuda] a meteorologia”, reconheceu o italiano, que até pediu para sair mais cedo para o prólogo para passar, depois, as referências aos seus colegas de equipa.

Após a “surpresa”, Alberto Bettiol quer agora “saborear a camisola de líder” da primeira corrida WorldTour da temporada, que decorre até domingo.

André Carvalho (Cofidis), o único português em prova, ocupa a 92.ª posição da geral, a mesma em que terminou o prólogo, a 41 segundos do italiano da EF Education-EasyPost.

A primeira etapa da conceituada corrida australiana decorre na quarta-feira, com início e final em Tanunda, num total de 149,9 quilómetros.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.