Carl Grove, ciclista norte-americano de 90 anos, foi repreendido pela Agência Norte-Americana de Antidopagem (USADA) por violar as leis relativas ao controlo antidoping. O atleta viu também ser-lhe retirado o título mundial de pista, assim como o recorde mundial conseguido nos Campeonatos Nacionais de Masters de Pista, em julho de 2018.

Grove, vencedor na categoria entre 90 e 94 anos, testou positivo nessa altura pelo consumo de trembolona, um esteróide proibido.

O ciclista alegou que a substância estava presente numa carne que consumiu na noite antes de participar na competição. A USADA não encontrou provas dessa contaminação, mas aceitou a justificação uma vez que nos testes realizados a 10 de julho, véspera da corrida, os resultados foram negativos.

Ainda assim, a USADA desqualificou Grove de todos os resultados obtidos a 11 de julho, data da recolha da amostra que acusou positivo.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.