O ciclista Diogo Narciso foi hoje segundo na corrida por pontos para o escalão sub-23 dos Campeonatos da Europa de pista para sub-23 e juniores, elevando para quatro o total de medalhas já conquistadas em Apeldoorn, Países Baixos.

Nos dias anteriores, Portugal já tinha celebrado o ouro de Rodrigo Caixas, em scrath, e duas medalhas de prata de Maria Martins, sendo uma em scrath e a outra na prova de eliminação.

Ao longo da prova de 40 quilómetros (160 voltas), Narciso ganhou duas voltas ao pelotão e pontuou em cinco 'sprints', para terminar a competição com 55 pontos, apenas suplantado pelo russo Vlas Shichkin, que deu três voltas de avanço ao pelotão.

A corrida por pontos para sub-23 masculinos foi disputada de forma intensa e nove corredores tiveram capacidade para dobrar o pelotão. As maiores movimentações aconteceram a partir do sexto dos 16 'sprints' pontuáveis, o primeiro em que Diogo Narciso conseguiu marcar, saindo da volta de pontos num grupo mais adiantado, que viria a ganhar uma volta ao pelotão.

Narciso entrou na luta pelas medalhas e foi um dos mais ativos na segunda metade da corrida. Com pouco menos de 70 voltas por cumprir, uma das movimentações deu resultado, deixando Diogo Narciso na frente, o que lhe permitiu chegar à segunda volta ganha quando a meta estava a 50 voltas.

A partir daí, controlou as iniciativas mais perigosas e ainda testou a capacidade de Vlas Schichkin, mas o russo não deu qualquer sinal de fragilidade, concluindo os 40 quilómetros com 79 pontos, mais 24 do que Diogo Narciso. O terceiro, com 49 pontos, foi o italiano Mattia Pinazzi.

"Trabalhei imenso para chegar em boa forma a esta competição, conjugando o calendário de estrada com vários estágios de trabalho específico de pista. Não comecei da melhor maneira, na terça-feira, devido a um mau arranque na prova de eliminação. Na corrida por pontos tinha de estar melhor e consegui-o. Sabia que podia fazer um bom resultado, porque já tinha feito boas corridas nesta disciplina. Durante a prova, após ganhar voltas de avanço, geri a corrida da melhor maneira, procurando amealhar o máximo de pontos possível nos 'sprints' para ficar em posição de pódio", disse após a prova Diogo Narciso.

Maria Martins também competiu na corrida por pontos sub-23, mas no setor feminino, terminando na quarta posição. A corredora portuguesa teve um final de prova muito forte, ganhando o último 'sprint' e pontuando no penúltimo, o que não foi suficiente para chegar aos lugares de pódio, dado que as várias movimentações em que se envolveu não resultaram em voltas de vantagem sobre o pelotão.

A italiana Silvia Zannardi conquistou a medalha de ouro, com 38 pontos. Seguiram-se a belga Shari Bossuyt, com 27, e a ucraniana Viktoria Yaroshenko, com 26. Maria Martins somou 18 pontos.

A júnior Beatriz Roxo fez o primeiro concurso de omnium da carreira em campeonatos da Europa e teve um desempenho equilibrado ao longo das quatro provas pontuáveis. Foi 10.ª em scratch e corrida por tempo e 14.ª em eliminação, chegando à decisiva corrida por pontos no 11.º lugar da classificação geral.

Não pontuou na derradeira prova, mas conseguiu segurar o 11.º posto, entre 20 participantes, com 58 pontos. A campeã da Europa é a britânica Millie Couzens, com 127 pontos, mais quatro do que a russa Inna Abaidullina, e mais 12 do que a polaca Olga Wankiewicz, que também subiram ao pódio.

Gabriel Mendes, selecionador nacional, mostrou-se extremamente satisfeito com a prestação dos ciclistas lusos, nomeadamente Diogo Narciso: "esteve excelente na corrida por pontos. A corrida evoluiu de acordo com os nossos interesses e os nossos planos e o Diogo foi rigoroso com o que definíramos previamente, tendo capacidade física para aplicar em prova o que idealizáramos. Soube aproveitar os momentos-chave da corrida para conquistar a medalha de prata".

"A Beatriz Roxo fez um bom concurso de omnium, melhorando, de prova para prova, ao nível dos processos de trabalho e das competências técnicas e táticas. Este muito bem, tendo em conta as competências adquiridas antes deste Europeu. A Maria Martins esteve um pouco contida, porque não poderia desgastar-se demasiado, uma vez que amanhã, sábado, tem um importantíssimo concurso de omnium", acrescentou o selecionador.

Sábado é o dia das provas de omnium para sub-23, com Maria Martins e Rodrigo Caixas em pista, à procura de mais medalhas. Beatriz Roxo sobe à pista para a corrida por pontos de juniores.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.