O ciclista italiano Damiano Cunego é uma das 28 pessoas indiciadas no quadro de um inquérito de dopagem instaurado à equipa Lampre, anunciou hoje a procuradoria de Pádua.

Além de Cunego, que lidera atualmente a Lampre na Volta a França, estão indiciados o antigo campeão mundial Alessandro Ballan e dirigentes da formação italiana, como Giuseppe Saronni, Guido Bontempi e Maurizio Piovani, assim como o farmacêutico Vittorio Nigrelli, apresentado como o cérebro da rede de dopagem.

Em comunicado, a equipa assegurou que mantém «total confiança nos membros da equipa envolvidos no caso» e manifestou-se confiante de que o julgamento vai provar a sua inocência.

O processo tem como epicentro uma farmácia de Mantua frequentada por corredores da Lampre.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.