A equipa que integra os ciclistas Mauricio Moreira, Frederico Figueiredo ou Rafael Reis vai chamar-se Glassdrive-Q8-Anicolor na próxima temporada, depois de a Efapel, o seu atual patrocinador, se ter ‘transferido’ para o novo projeto de José Azevedo.

“Há três meses divulguei aquilo que é um dos meus maiores sonhos e desafios, a criação de uma equipa profissional de ciclismo. Equipa essa que se vai denominar EFAPEL Cycling e que será uma realidade em 2022”, anunciou hoje José Azevedo na sua página na rede social Facebook, horas antes da equipa atualmente apoiada por esse mesmo patrocinador revelar a nova denominação para 2022.

A inusual ‘dança’ de patrocinadores no pelotão português, motivada pela decisão da Efapel de não prolongar o vínculo com a formação de Águeda e ontem confirmada, poderá provocar equívocos junto dos adeptos mais distraídos, que terão de habituar-se a ver Mauricio Moreira, o vice-campeão da última Volta a Portugal, Rafael Reis, o homem que venceu quatro etapas, ou Frederico Figueiredo, o terceiro classificado da edição especial de 2020, com o equipamento da Glassdrive-Q8-Anicolor.

O anúncio dos novos patrocinadores foi feito ontem, no Luso, por Carlos Pereira, o ‘manager’ do Clube Desportivo Fullracing, a estrutura base da formação amarela que dominou esta época velocipédica em Portugal.

Já a equipa de José Azevedo ainda não anunciou oficialmente os ciclistas que a representarão na sua estreia no pelotão, na próxima temporada, mas o experiente João Benta (Rádio Popular-Boavista) e Joaquim Silva (Tavfer-Measindot-Mortágua), o recente vencedor do Grande Prémio JN, confirmaram à Lusa que vão estar nas fileiras do novo projeto do antigo diretor desportivo de Delko, Katusha ou RadioShack.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.

Ajude-nos a melhorar o SAPO Desporto