Um espetador provocou hoje, de forma involuntária, a queda do insuflável que assinalava a entrada no último quilómetro da sétima etapa da Volta a França em bicicleta, revelou Christian Prudhomme.

“As circunstâncias não estão completamente definidas, mas, segundo uma testemunha ocular, um espetador, que passou demasiado perto, desapertou o parafuso que sustenta um dos quatro pés na base do arco. O ar continuou a sair, mas para o vazio”, relatou à AFP o diretor do Tour.

De acordo com Christian Prudhomme, o episódio foi tão rápido que as pessoas em redor, sem outra solução, se limitaram a tentar segurar o arco.

"Isto nunca tinha acontecido, pelo menos nos últimos 15 anos, e foi lamentável”, assumiu o ‘patrão’ da prova, que agradeceu a reação do único ciclista ferido, o britânico Adam Yates.

O jovem da Orica-BikeExchange, que foi suturado no queixo, agradeceu a todos as mensagens de apoio e desvalorizou o incidente.

“Nem tive tempo de reagir, caiu-me o insuflável em cima. A corrida é assim. Tudo aconteceu num segundo, o arco afundou-se, a barreira caiu e não tive tempo de travar. Não aconteceu nada de grave, podia ter sido muito pior com um pelotão a rolar a 70 km/h”, sublinhou.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.