A União Europeia de Ciclismo (UEC) anunciou hoje o cancelamento dos Europeus de pista, previstos para o final de junho, na Bielorrússia, devido à situação criada pelo desvio pelas autoridades deste país de um avião comercial.

“Tendo em conta a atual situação internacional, o conselho executivo tomou a decisão de cancelar o evento”, refere a UEC em comunicado, lembrando que o evento permite a qualificação para os Jogos Olímpicos Tóquio2020.

O presidente da UCE, Enrico Dela Casa, garante que o organismo já está a trabalhar para encontrar uma solução alternativa, que permita aos atletas das 50 federações nacionais competirem num evento continental.

Na quarta-feira, a Alemanha e os Países Baixos anunciaram a intenção de não participar na competição, que deveria decorrer entre 23 e 27 de junho, considerando que não estavam reunidas condições de segurança após o desvio pelas autoridades da Bielorrússia de um avião que transportava um adversário do regime político.

No domingo, as autoridades bielorrussas detiveram o jornalista Roman Protasevich, depois de o presidente bielorrusso, Alexander Lukashenko, ter ordenado que um voo da companhia aérea Ryanair, que fazia a ligação entre Atenas e Vílnius, fosse desviado para o aeroporto de Minsk.

Várias instituições e países do Ocidente condenaram já a ação das autoridades bielorrussas, que asseguram ter agido dentro da legalidade ao intercetar o voo comercial, argumentando que havia uma ameaça de bomba feita pelo grupo palestiniano Hamas.

O Conselho informal de ministros dos Negócios Estrangeiros da União Europeia (UE) vai discutir hoje a imposição de eventuais sanções económicas e setoriais à Bielorrússia, que atravessa uma crise política desde as eleições de 09 de agosto de 2020.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.