Portugal, com os irmãos gémeos Ivo e Rui Oliveira, terminou hoje em 12.º a final de Madison, nos campeonatos Europeus de ciclismo de pista, que decorrem em Glasgow, na Escócia.

Depois da medalha de prata de Ivo, vice-campeão europeu de perseguição individual, a dupla Oliveira não foi além do 12.º lugar, entre 15 equipas.

Depois de somar oito pontos nos vários ‘sprints’ das 200 voltas no velódromo de Glasgow, a equipa lusa acabou por levar uma volta de avanço nos últimos minutos da prova, terminando com 12 pontos negativos.

Os novos campeões europeus são os belgas Robbe Ghys e Kenny de Ketele, que acumularam 60 pontos e bateram Alemanha, dupla campeã mundial de Roger Kluge e Theo Reinhardt, e Grã-Bretanha, que ficou com o bronze.

Madison é uma disciplina olímpica que fará parte do programa dos Jogos Olímpicos Tóquio2020 e cujas regras são semelhantes às da corrida por pontos, mas que difere no facto de ser disputada por equipas de dois corredores, cujos elementos correm em simultâneo, alternando entre si através de um impulso na mão ou nas pernas.

Os campeonatos europeus de Glasgow são a primeira prova de qualificação para Tóquio2020 e contribuem também para a qualificação para a Taça do Mundo, em dezembro em Londres, que pontuará para o ranking olímpico.

Na terça-feira, Rui Oliveira volta a entrar em ação na final de eliminação, marcada para as 12:13 horas.

Também em prova no velódromo durante o dia de hoje está a ciclista Maria Martins, que se estreia em omnium no escalão de elite.

Na primeira das quatro provas marcadas para hoje, o scratch, a portuguesa foi 17.ª classificada, entre 21 atletas, seguindo-se as provas de tempo, eliminação e pontos.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.