O município da Figueira da Foz adiou hoje, por uma semana, a votação sobre o apoio à realização de uma prova clássica internacional de ciclismo, em fevereiro de 2023, depois de algumas reservas levantadas pelo PS.

A proposta inicial previa um apoio de 240 mil euros ao Grupo Desportivo FullRacing, promotor da Figueira Classic Champions, embora o montante vá diminuindo conforme os patrocínios angariados pela organização, segundo o presidente da autarquia, Pedro Santana Lopes.

O autarca salientou que alguns patrocínios financeiros já conhecidos, como são os casos do Casino da Figueira da Foz e da empresa papeleira Celbi, ajudam a reduzir o investimento do município, que pretende candidatar a iniciativa às contrapartidas do jogo no Instituto de Turismo de Portugal.

Segundo Santana Lopes, o investimento municipal poderá ser residual se a candidatura for aprovada, o que deverá acontecer depois de uma reunião já realizada com o presidente do Turismo do Centro Portugal.

A competição principal realiza-se no dia 12 de fevereiro, um domingo, mas no dia anterior decorre uma prova aberta para todos os interessados em pedalar parcialmente pelo mesmo circuito.

O presidente da autarquia considerou que a prova vai levar “muitíssima gente” à cidade e salientou que a prova aberta, prevista para 11 de fevereiro, já conta com cerca de meio milhar de inscritos, apesar de ainda não ter sido divulgada.

Apesar das explicações de Santana Lopes, eleito pelo movimento independente Figueira a Primeira, os vereadores do PS, pela voz de Diana Rodrigues, mostraram reservas em votar a proposta de apoio nos moldes em que foi apresentada.

“Temos sérias dificuldades em aprovar um compromisso financeiro desta monta sem conhecermos a proposta de orçamento para 2023”, disse a vereadora socialista Diana Rodrigues, receando que aquela verba possa condicionar obras estruturais.

Salientando que não coloca em causa a “dimensão e importância” do evento, a autarca disse que pretende votar a proposta tendo todos os elementos presentes, nomeadamente o montante atualizado do apoio com os patrocínios já anunciados.

Na segunda-feira, na apresentação do evento ao executivo municipal, o diretor do Clube Desportivo FullRacing salientou que o concelho da Figueira da Foz vai acolher “algo que nenhuma cidade em Portugal teve”.

“Nunca foi feita em Portugal uma clássica de nível mundial com esta dimensão em 110 anos de ciclismo, com transmissão da Eurosport para todo o mundo e a participação dos melhores atletas do mundo”, sublinhou Carlos Pereira.

O promotor estima que as duas provas, cujo orçamento supera os 400 mil euros, venham a contar com cerca de 2.000 participantes.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.