O ciclista português Filipe Cardoso (Efapel-Glassdrive) reforçou hoje a liderança na Taça de Portugal ao impor-se ao “sprint” na Volta a Albergaria-a-Velha, terceira corrida pontuável para o troféu de regularidade.

A corrida de 155,7 quilómetros, com partida e chegada no centro de Albergaria-a-Velha, foi animada por várias fugas, mas o melhor que os atacantes conseguiram foi a conquista das classificações secundárias, já que a 13.ª edição da Volta a Albergaria-a-Velha acabou por decidir-se ao “sprint”.

Filipe Cardoso foi o mais rápido, cumprindo o percurso em 03:53.10 horas à média de 40,066 km/hora, à frente de Rafael Silva (LA Alumínios-Antarte) e Domingos Gonçalves (Rádio Popular-Onda).

«Esta chegada é traiçoeira, tive de explorar a roda do corredor que estava na minha frente. A corrida foi toda ela caótica e quando arranquei para o ‘sprint’ não sabia sequer se ainda havia fugitivos. Agradeço a vitória aos meus colegas de equipa, que fizeram um trabalho fabuloso, tanto mais que tínhamos poucos homens em prova. Costumo dizer que as vitórias são 95% da equipa, mas esta é 100% deles», congratulou-se.

O ciclista da Efapel-Glassdrive foi o mais beneficiado com a jornada dupla deste fim de semana, chegando ao final das duas provas de Albergaria-a-Velha com 195 pontos na geral da Taça.

Domingos Gonçalves está no segundo posto, a 20 pontos da liderança, enquanto Rafael Silva é terceiro com 122 pontos.

A Taça de Portugal termina no último fim de semana do mês. No dia 29 corre-se, em Nogueira do Cravo, o Memorial Bruno Neves e, no dia seguinte, o pelotão vai pedalar entre Oliveira de Azeméis e a serra da Freita, com a montanha a decidir quem será o vencedor final.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.