O ciclista holandês Dylan Groenewegen (LottoNL-Jumbo) surpreendeu esta sexta-feira o francês Nacer Bouhanni (Cofidis), batendo-o ao ‘sprint’ na terceira etapa da Volta à Comunidade Valenciana, com os portugueses a chegarem no pelotão.

Bouhanni e a sua Cofidis pareciam lançados para a vitória em Alzira, ponto final dos 173,5 quilómetros com início em Sagunto, mas o jovem holandês, no seu primeiro ano numa equipa do WorldTour, foi o mais rápido, superiorizando-se ao francês e ao russo Alexander Porsev (Katusha).

José e Domingos Gonçalves e Ricardo Vilela, da Caja Rural, e Bruno Pires, da Team Roth, chegaram integrados no pelotão, com as mesmas 04:04.12 horas que o vencedor, tal como o camisola amarela Wouter Poels.

O holandês da Sky lidera a classificação geral com 15 segundos de vantagem para o segundo, o espanhol Luis León Sánchez, e 22 sobre o italiano Diego Rosa, ambos ciclistas da Astana.

José Gonçalves e Ricardo Vilela subiram uma posição, sendo, respetivamente, 27.º, a 01.30 minutos de Poels, e 30.º, a 01.50. Bruno Pires é 49.º, a 02.33 minutos, e Domingos Gonçalves ocupa o 85.º lugar, a 06.03.

No sábado, disputa-se a etapa decisiva da Volta à Comunidade Valenciana, uma ligação de 141,3 quilómetros entre Orihuela e Xorret de Catí, no final de uma subida de quatro quilómetros, com uma pendente média de 11 por cento.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.