João Almeida, ciclista português de 22 anos da Deceuninck-Quick Step, que brilhou a grande altura na melhor português na Volta à Itália ao terminar no 4.º lugar da prova, na na qual vestiu durante 15 dias a camisola rosa, e Rúben Guerreiro, de 26 anos, que ao serviço da EF Education-Nippo venceu uma etapa desse mesmo Giro, que terminou como 'Rei da Montanha', vão passar a ser representados por uma empresa do 'superatente' Jorge Mendes, a Polaris Sports.

A empresa anunciou na quarta-feira uma parceria com a Corso, empresa de João Correia, empresário dos dois ciclistas, e passará igualmente a representar os gémeos Ivo e Rui Oliveira, da UAE Emirates, que recentemente foram medalhados nos Campeonatos da Europa de pista, e ainda André Carvalho, que em 2021 passará a integrar o pelotão do World Tour ao serviço da Cofidis.

Jorge Mendes, através desta sua empresa, alarga assim a sua área de intervenção ao ciclismo, depois de também o ter feito noutras modalidades extra-futebol, como o surf ou o ténis.

"É com entusiasmo que damos as boas vindas a estes atletas que, a partir de agora, se juntam à constelação da Polaris Sports, que gere a vertente comercial da carreira de alguns dos mais reconhecidos atletas do mundo", pode ler-se num comunicado emitido pela empresa que, entre outros desportistas, gere a vertente comercial da carreira de anomes como Cristiano Ronaldo, José Mourinho, João Félix, Diogo Jota ou James Rodríguez, no futebol, bem como João Sousa (ténis), Patrícia Mamona (triplo salto), Frederico Morais (surf) ou Charles Leclerc (Fórmula 1), fora do 'desporto rei'.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.

Ajude-nos a melhorar o SAPO Desporto