O ciclista português José Neves conquistou hoje a primeira vitória da temporada para a W52-FC Porto, celebrando o triunfo na segunda etapa do Grande Prémio do Douro Internacional, que agora lidera, a pedir ‘silêncio’.

Neves cortou isolado a meta em Armamar, no final de 122,6 quilómetros, com o dedo à frente dos lábios, escolhendo esse gesto para festejar a primeira vitória dos ‘dragões’ desde a Volta a Portugal do ano passado e também desde que 10 ciclistas da equipa foram constituídos arguidos e o diretor desportivo, Nuno Ribeiro, assim como o seu adjunto, José Rodrigues, foram detidos no decurso da operação ‘Prova Limpa’.

O antigo campeão nacional de fundo (2019), que atacou na subida final, uma primeira categoria com 6,3 quilómetros de extensão, cumpriu a tirada em 03:07.34 horas, à frente do espanhol Iñigo González (Aluminios Cortizo), segundo a 54 segundos, e de André Cardoso (ABTF-Feirense), terceiro a 55.

Em mais uma jornada de calor intenso, animada por uma fuga de 17 unidades, que chegou a ter quatro minutos de vantagem, Neves, de 26 anos, subiu à liderança da geral, com Cardoso a ser agora segundo, a 35 segundos.

Na terceira posição está o anterior líder, Bruno Silva (Tavfer-Mortágua-Ovos Matinados), que hoje perdeu 01.13 minutos para Neves e está agora a 44 segundos da amarela.

No sábado, disputa-se a terceira etapa, um contrarrelógio de 29,1 quilómetros em Resende.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.