O italiano Filippo Ganna sagrou-se hoje campeão mundial de contrarrelógio individual, com o português Nelson Oliveira em 11.º lugar no segundo dia dos Mundiais de ciclismo de estrada em Imola, Itália.

Ganna, de 24 anos, cumpriu os 31,7 quilómetros em 35.54 minutos, batendo por 26 segundos o belga Wout van Aert, segundo, e o suíço Stefan Küng, terceiro a 29, com o australiano Rohan Dennis, que chegava como bicampeão após triunfos em 2018 e 2019, a não ir além do quinto tempo, a 39.

O ciclista da INEOS conseguiu o primeiro título mundial no ‘crono’ para a Itália, a correr ‘em casa', enquanto Nelson Oliveira falhou o quinto ‘top-10’ da carreira em Mundiais por menos de um segundo, ao fazer um tempo de 37.09, pouco mais lento do que o holandês Tom Dumoulin, campeão em 2017.

Em 34.º lugar ficou o campeão português da especialidade, Ivo Oliveira, a 3.23 minutos do vencedor.

Os Mundiais de Imola decorrem até domingo, com a prova de fundo feminina no sábado e a masculina, com Rui Costa, campeão em 2013, Rúben Guerreiro, Nelson Oliveira e Ivo Oliveira em ação por Portugal.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.