A organização da Volta a França decidiu hoje contar os tempos a três quilómetros da meta da sétima etapa, devido à queda do insuflável que assinala o último quilómetro, que atrasou a progressão dos principais favoritos.

O arco insuflável, conhecido como ‘flamme rouge’, caiu imediatamente antes da passagem do grupo no qual seguiam os principais candidatos à geral do Tour, tendo, inclusive, ferido o britânico Adam Yates (Orica-BikeExchange).

O diretor de corrida considerou a ocorrência um “incidente de grande dimensão” e explicou que, para salvar a jornada, o colégio de comissários vai recalcular a classificação da sétima tirada, recorrendo aos tempos à entrada para os três quilómetros finais.

“O colégio recuperará todos os tempos para refazer a classificação, de modo a penalizar o menos possível os ciclistas. Eles ficarão todos juntos e faremos as diferenças em função das distâncias aos três quilómetros [da meta]”, esclareceu Thierry Gouvenou.

O ciclista britânico Stephen Cummings (Dimension Data) triunfou hoje na sétima etapa da Volta a França, uma ligação de 162,5 quilómetros entre L'Isle-Jourdain e Lac de Payolle.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.