O ciclista colombiano Nairo Quintana (Movistar) mostrou-se hoje satisfeito com o facto de estar apenas a 23 segundos do líder do Tour de França, o britânico Chris Froome (Sky), adiantando que faltam ainda muitos dias para poder recuperar.

O chefe de fila da Movistar, confrontado com a adoção de uma estratégia demasiado cautelosa ao fim de uma semana do Tour, adiantou que ainda há muita prova pela frente para poder recuperar e que a sua equipa não vai para já entrar em loucuras.

“Froome está bastante forte, ele e a sua equipa, que é muito poderosa. Mas eu também estou melhor do que noutros anos, mais maduro. Melhoramos de dia para dia, mesmo no contrarrelógio, onde tenho mais dificuldades", afirmou Quintana.

O colombiano reafirmou que ainda falta muito Tour, muitas etapas de montanha, e que não se pode arriscar tudo num dia, ainda por cima sabendo que os rivais também estão fortes. “Não vamos arriscar tudo como loucos”, esclareceu Quintana.

Nairo Quintana justificou ainda com as condições climatéricas adversas o facto de não ter atacado no domingo e disse que isso não o preocupa, porque vão surgir outras oportunidades, como fez na segunda etapa na descida do Peyresourde.

O ciclista colombiano, que falava durante o primeiro dia de descanso do Tour, em Andorra, afirmou ainda ter ficado satisfeito com o seu rendimento e considerou que a estratégia adotada deixou-o a poucos segundos do britânico Chris Froome.

“Os 13 segundos e as bonificações somam uma diferença muito pequena”, disse Nairo Quintana, afirmando que gostaria de vencer na sexta-feira a etapa do Mont Ventoux, que é uma espécie de ‘cúpula mítica’ para os ciclistas, na véspera de um exigente contrarrelógio.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.