O português Rui Costa (UAE Emirates) subiu hoje ao 10.º lugar da geral individual da Volta à Romandia em bicicleta, ao acabar nesse lugar a terceira etapa, ganha pelo espanhol Marc Soler (Movistar), novo líder.

Após 168,7 quilómetros sob chuva forte, com partida e chegada em Estavayer, o espanhol foi o mais forte, após um ataque nos últimos quilómetros ter rendido frutos, chegando isolado, 22 segundos à frente de cerca de duas dezenas de ciclistas.

O dinamarquês Magnus Cort (Education First-Nippo) foi segundo, à frente do eslovaco Peter Sagan (BORA-hansgrohe), terceiro, com Rui Costa em 10.º, todos a 22 segundos do vencedor.

A tirada ficou marcada pela queda do antigo líder da geral, o australiano Rohan Dennis (INEOS), que ia na frente desde o prólogo mas hoje cedeu, caindo para 23.º, a mais de um minuto do novo camisola amarela.

Soler lidera agora com 14 segundos para dois corredores da INEOS: o britânico Geraint Thomas é segundo e o australiano Richie Porte é terceiro. Também a 14, está o italiano Sonny Colbrelli (Bahrain Victorious), quarto.

Rui Costa subiu dois postos para 10.º e está agora a 24 segundos do líder, procurando um sétimo ‘top 10’ na classificação final da corrida, na qual tem como melhor resultado o segundo lugar de 2019, além de três terceiros lugares.

No sábado, a quarta e penúltima etapa liga Sion a Thyon em 161,3 quilómetros, terminando numa subida de categoria especial, já depois de outras duas primeiras categorias.

A partida da etapa rainha foi, de resto, antecipada em duas horas, uma vez que se preveem condições climatéricas muito adversas para a zona.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.