O ciclista norte-americano Sean Quinn (Hagens Berman Axeon) venceu este domingo a quarta edição Clássica da Arrábida, conseguindo a sua primeira vitória como profissional, a uma semana de completar 21 anos.

Quin percorreu os 181,2 quilómetros do percurso em 04:20.49 horas, a uma média de 41,684 km/hora, impondo-se ao basco Jonathan Lastra (Caja Rural), vencedor da última edição, por 11 segundos, e ao belga Rémy Mertz (Bingoal Pauwels), por 13, segundo e terceiro classificados, respetivamente.

Tiago Antunes (Tavfer-Measindot-Mortágua) foi o melhor português, concluindo a prova a 13 segundos do vencedor, enquanto Hugo Neves (Rádio Popular – Boavista) se sagrou rei da montanha. A Bingoal Pauwels Sauces WB, com quatro homens nos 15 melhores, ganhou por equipas.

Sean Quinn, que, na última volta ao circuito, dentro dos últimos 10 quilómetros, se colocou na cabeça do pelotão, admitiu ter “dado tudo na última subida” acrescentando: “ninguém me conseguiu acompanhar”.

“É uma sensação ótima porque não ganho uma corrida há dois anos. É a minha primeira vitória internacional, por isso é muito bom. Penso que é um impulso de confiança para Volta ao Algarve, que, apesar de ser mais difícil, me deixa muito entusiasmado”, disse Sean Quinn, em declarações à Federação Portuguesa de Ciclismo.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.