O paralímpico português Telmo Pinão cumpriu hoje nova jornada nos Mundiais de paraciclismo de pista, classe C2, no nono lugar do omnium, após ser 12.º na perseguição individual em Saint-Quentin-en-Yvelines, França.

Pinão queria bater o melhor registo pessoal, que marcou nos Jogos Paralímpicos Tóquio2020, mas os 4.03,881 minutos ficaram aquém dos 4.03,192 que tinha registado no ano passado.

Este resultado permite-lhe seguir no nono lugar do omnium à entrada para o último dia de prova, no domingo, em que a corrida de scratch vai atribuir os últimos pódios, entre a prova em si e a tabela final do omnium.

“Fica uma sensação amarga porque o Telmo poderia ter feito bem melhor. Nos treinos, estava a fazer tempos mais baixos, mas o problema de saúde que teve na semana passada refletiu-se nesta prova e no resultado de hoje”, explicou o selecionador de paraciclismo, José Marques, citado pela Federação Portuguesa de Ciclismo.

Estes Mundiais têm sido dominados pelo francês Alexandre Léauté, que hoje voltou a bater um recorde do mundo, na perseguição individual, depois de já o ter feito nos 200 metros com partida lançada e no contrarrelógio de um quilómetro.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.