O ciclista Chris Froome considerou hoje “incrível” que a Sky chegue ao segundo dia descanso da Volta a França com dois ciclistas no topo da classificação e garantiu que ficará feliz se a equipa chegar de amarelo a Paris.

“Neste momento, Geraint Thomas está à frente de todos. Isso não é um problema para mim, se conseguirmos chegar a Paris nesta situação será excelente. Os Pirenéus são muito duros, são a ‘chave’ para a vitória. Desde de que a Sky chegue a Paris em primeiro lugar fico contente”, disse Froome, atual segundo classificado do Tour.

Chris Froome, vencedor de quatro edições do Tour, entre as quais as três últimas, quer chegar ao contrarrelógio de sábado nos lugares cimeiros da classificação, e está consciente de que os principais adversários são o esloveno Primoz Roglic (LottoNL-Jumbo) e o holandês Tom Dumoulin (Sunweb).

“O ideal seria chegar ao contrarrelógio final em primeiro ou segundo, mas com uma diferença significativa sobre os rivais. Dumoulin e Roglic são dois contrarrelogistas muito fortes, isso é obviamente uma preocupação. Nunca estamos cómodos contra os melhores do mundo”, disse Froome.

O britânico considerou Dumoulin como o seu principal adversário, garantindo que o holandês é diferente de todos os rivais que tem tido nos últimos anos.

“Dumoulin é um tipo diferente de todos os meus rivais, como Quintana, Contador e mesmo Nibali. Corre quase como eu. Ele é um contrarrelogista que aprendeu e treinou-se a si mesmo para participar numa grande volta. É diferente até pela forma como enfrentas as subidas, deixando-se ficar uns metros atrás do grupo principal quando há grandes acelerações”, disse.

Chris Froome não quis desvendar se a equipa tem um plano especial para as etapas nos Pirinéus, lembrando que a Sky está numa posição confortável.

“Atacar ou não atacar? Estamos numa posição incrível como o primeiro e o segundo lugar da classificação geral, não depende de nós atacar, isso cabe aos nossos rivais do pelotão”, afirmou.

Froome segue na segundo posição do Tour com uma diferença de um minuto e 39 segundos em relação a Geraint Thomas, que lidera, e 11 segundos de vantagem sobre Dumoulin, terceiro classificado.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.