Peter Sagan (Bora-hansgrohe) perdeu hoje o segundo lugar na 11.ª etapa da Volta a França, após o colégio de comissários ter considerado que o ciclista eslovaco fez um ‘sprint’ irregular para ultrapassar o belga Wout van Aert (Jumbo-Visma).

O recordista de camisolas verdes da Volta a França (sete) e três vezes campeão mundial vinha a ‘sprintar’ ao longo das barreiras e precisou de dar um ‘encosto’ a Van Aert para ultrapassar o belga e discutir a vitória na etapa com o australiano Caleb Ewan (Lotto Soudal), que ‘bisou’ na 107.ª edição da prova francesa, no final dos 167,5 quilómetros entre Châtellaillon-Plage e Poitiers.

O colégio de comissários considerou a manobra irregular e penalizou Sagan, relegando-o para o último lugar do pelotão, o 85.º, com as mesmas 04:00.01 horas do vencedor.

O irlandês Sam Bennett (Deceuninck-QuickStep), que tinha sido terceiro, foi ‘promovido’ à segunda posição na tirada, reforçando a liderança da classificação por pontos, enquanto o belga da Jumbo-Visma ascendeu ao terceiro lugar.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.