A União Ciclista Internacional (UCI) disse esta terça-feira que a bicicleta e o restante equipamento utilizado pelo britânico Bradley Wiggins para bater no domingo o recorde mundial da hora estavam “perfeitamente de acordo com os regulamentos em vigor”.

Steve Collins, treinador do anterior detentor do recorde, o britânico Alex Dowsett, acusou Wiggins de ter utilizado uma bicicleta irregular para estabelecer a melhor marca mundial da especialidade, mas a UCI lembrou que o equipamento foi “inspecionado a fundo antes e depois da tentativa”.

Em entrevista à BBC Radio Essex, Collins disse que a bicicleta Pinarello Bolide HR utilizada por Wiggins no velódromo olímpico de Londres para fixar o novo máximo em 54,526 quilómetros não é um modelo que seja produzido comercialmente, o que, na sua opinião, contraria o regulamento da UCI.

“Para tentativas deste tipo deve existir uma linha de produção que permita comprar a bicicleta numa loja. Não podes usar um guiador adaptado especificamente aos teus braços que seja mais fácil”, observou Collins.

De acordo com os regulamentos da UCI, as bicicletas utilizadas para bater este tipo de recordes devem estar em comercialização durante os nove meses seguintes à realização da tentativa.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.