A União Ciclista Internacional (UCI) vai examinar os pedidos de remarcação de provas adiadas em 2021, incluindo a Volta ao Algarve, e comunicar uma decisão sobre os reagendamentos até ao final de março, foi hoje anunciado.

“A UCI e os representantes das principais famílias do ciclismo profissional de estrada – organizadores, equipas e corredores – reuniram-se ontem [quinta-feira] […] para discutir a situação atual do calendário internacional para 2021, no contexto da pandemia de covid-19. Os participantes saudaram o facto de a época de estrada se ter iniciado e de várias provas de alto nível estarem a decorrer graças à aplicação e ao respeito por protocolos sanitários extremamente estritos e eficazes”, salienta o organismo em comunicado.

A federação internacional dá conta que, à data, “38 eventos foram anulados em 2021 ao nível das provas profissionais masculinas e femininas”.

“Se alguns destes [eventos] foram definitivamente cancelados, só tendo lugar em 2022, outros solicitaram um adiamento para uma data posterior em 2021. No total, há 24 provas nesta situação. A UCI examinará os pedidos dos organizadores envolvidos em estreita colaboração com as partes implicadas e fixará novas datas, numa perspetiva de coerência global do calendário e de interesse geral do ciclismo, e comunicará as suas decisões até ao final de março”, acrescenta a nota.

A Volta ao Algarve, inicialmente agendada entre 17 e 21 de fevereiro, foi adiada em 21 de janeiro, com a Federação Portuguesa de Ciclismo (FPC) a considerar a decisão “inevitável, dada a evolução da situação pandémica em Portugal” e a avançar as datas entre 05 e 09 de maio para a sua realização.

“Iniciaram-se imediatamente diligências no sentido de realizar a 47.ª Volta ao Algarve na próxima primavera. A nova data prevista é o período de 05 a 09 de maio, embora a recalendarização dependa da consensualização com as equipas e com os parceiros envolvidos no evento, tendo também de ser aceite pela União Ciclista Internacional (UCI)”, indicava a FPC em comunicado.

A Volta ao Algarve era a primeira prova do calendário velocipédico nacional e a única a integrar o calendário ProSeries da UCI este ano e, segundo a organização, já contava com a presença de 25 equipas, 14 das quais do WorldTour, o principal escalão internacional.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.