“A estratégia é tentar ganhar o máximo de segundos possíveis dia a dia, já que temos uma diferença um bocado grande, por causa de eu, infelizmente, ter apanhado água [do público] no dia da Torre e ter essa penalização de 40 segundos”, declarou após o final da sexta etapa, na qual voltou a ganhar segundos (neste caso dois) aos restantes ciclistas do ‘top 10’ da geral.

Há três etapas consecutivas que Mauricio Moreira ataca com sucesso, numa tentativa de “tentar recuperar todos os dias um bocado” da penalização de 40 segundos que recebeu na terceira etapa, no sábado, por um duplo abastecimento irregular – aceitou água do público quando já não o podia fazer.

Elogiando o trabalho “muito bom” da Efapel, o uruguaio, que apareceu de rompante no panorama velocipédico nacional – na antessala da Volta, venceu a Volta ao Alentejo e o Grande Prémio Douro Internacional -, assumiu hoje que “seria possível” estar no pódio da 82.ª edição, embora tenha salientado que a corrida é “muito dura, muito longa”.

“Prefiro ir dia a dia. Temos um líder dentro da equipa, estou aqui para ajudá-lo em todos os momentos. Temos três ciclistas dentro da equipa entre aqueles que podem disputar a corrida se tudo correr bem”, defendeu.

Ruben Pereira, diretor desportivo da Efapel, tem insistido que Moreira não é aposta da sua equipa para a geral, apesar de o uruguaio ocupar a quarta posição da geral, a 01.01 minutos do camisola amarela, o galego Alejandro Marque (Atum General-Tavira-Maria Nova Hotel).

O corredor de 26 anos pronunciou-se ainda sobre o desentendimento entre elementos da sua equipa, nomeadamente António Carvalho, que foi relegado para a última posição do grupo de favoritos na etapa por ‘sprint’ irregular, e Joni Brandão, o ciclista da W52-FC Porto que foi prejudicado pelo seu desvio de trajetória.

“Não posso falar com certeza, porque eu estava a ‘sprintar’. Penso que tanto os meus companheiros como o resto também estavam a ‘sprintar’, estavam focados numa coisa. O pulso, a adrenalina estão ao máximo e acho que são desentendimentos de corrida. Mas está tudo bem e falado, não há nenhum problema”, concluiu.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.