O pelotão homenageou hoje o ciclista espanhol Gustavo Veloso (Atum General-Tavira-Maria Nova Hotel), despedindo-se do bicampeão da Volta a Portugal, que se retira no final da temporada, no início da nona etapa.

Após a partida simbólica da tirada, o pelotão da 82.ª edição assinalou a despedida de ‘papá Veloso’ como é conhecido, aplaudindo o galego de 41 anos, que hoje cumpre a última etapa em linha na sua carreira na prova rainha do calendário nacional.

“Foste um lutador e fizeste vibrar o ciclismo português”, podia ler-se numa das ardósias da moto-ardósia, enquanto, na outra, escrito a giz, aparecia um “Muito obrigada Gustavo Veloso!”.

Vencedor da Volta em 2014 e 2015, Veloso foi acarinhado pelo grande amigo e companheiro Alejandro Marque, mas também por Rafael Reis ou Frederico Figueiredo, da Efapel, sendo também aplaudido, entre outros, por um dos seus grandes rivais Vicente García de Mateos (Antarte-Feirense).

O galego, de 41 anos, tinha anunciado o abandono da modalidade no ano passado, mas a pandemia de covid-19 fê-lo reconsiderar e ficar no pelotão mais um ano.

Veloso tinha o sonho de se despedir do pelotão com um triunfo na 82.ª edição da Volta a Portugal, que termina no domingo em Viseu, tendo, inclusive, trocado a W52-FC Porto pelo Atum General-Tavira-Maria Nova Hotel para perseguir esse objetivo, mas uma queda na quarta etapa afastou-o da luta pela geral.

O ciclista de Vilagarcía de Arousa foi ainda vice-campeão da Volta em 2013, 2016 e 2020, sempre atrás de companheiros de equipa, e terceiro em 2019, tendo vencido também 12 etapas.

A nona etapa da Volta a Portugal liga hoje Boticas ao alto da Senhora da Graça (Mondim de Basto), no total 145,5 quilómetros.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.