O ciclista belga Wout Van Aert (Jumbo) venceu hoje, ao ‘sprint’, a 111ª edição da clássica Milão-Sanremo, batendo sobre a meta o francês Julian Alaphilippe (Deceuninck-Quick Step), que ganhou a prova em 2019.

Van Aert, que foi o único a responder ao ataque do gaulês na última dificuldade da tirada, impôs-se por meia roda, sendo que o pelotão chegou dois segundos depois, liderado pelo australiano Michael Matthews (Sunweb).

Os 305 quilómetros do percurso da primeira grande clássica da época, adiada cinco meses devido à pandemia da covid-19, foram cumpridos em 7:16.09 horas, à média de 41,9 km/h.

“Estou superfeliz. Na verdade, não tenho palavras. Sei que todos dizem isso quando vencem uma clássica, mas começar a segunda parte da temporada assim ... é uma loucura”, disse o belga, uma semana depois de vencer a 14.ª Strade Bianche, 184 quilómetros com início e fim em Siena.

Alaphilippe atacou na derradeira subida, a seis quilómetros da meta, e Van Aert foi o único a responder, recuperando os quatro segundos de atraso com que chegou ao topo para discutir com o rival o triunfo, ante a voragem do pelotão, que chegou a somente dois segundos.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.