Mário Narciso, selecionador português de futebol de praia, comentou a vitória por 7-3 frente à Suíça, nos quartos-de-final do Mundial de Espinho.

"Esta equipa da Suíça tem três ou quatro jogadores que, do nada, levantam a bola e fazem pontapés de bicicleta, que é sempre um lance muito perigoso, como vocês sabem. Mas os jogadores deram o corpo, levaram boladas, deram cabeçadas uns nos outros e quanto a mim foi por isso que conseguimos este resultado", salientou o técnico.

Nas meias-finais Portugal irá defrontar a bicampeã mundial Rússia, que eliminou o Brasil nos 'quartos'. "Vamos jogar contra uma equipa que conhecemos bem. Tínhamos ganho duas vezes seguidas e perdemos com eles, por 2-1, naquele que para mim foi o nosso melhor jogo em Baku. Esperamos que desta vez os deuses estejam do nosso lado e que possamos derrotar a Rússia", referiu Narciso.

"Se a Rússia é uma equipa 'cínica'? É verdade, é essa a realidade. Toda a gente dizia que o Brasil ia passear neste campeonato, mas eu disse sempre: 'a Rússia é talvez a única equipa que consegue contrariar o Brasil'. E foi", recordou o selecionador.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.