O treinador de guarda-redes de futsal do Sporting foi absolvido pelo Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol depois de terem sido provados os insultos de Raul Oliveira aos árbitros do jogo da final do campeonato da época passada com o Benfica.

Segundo avança esta quarta-feira o diário Record, o técnico leonino chamou 'filhos da p...' aos árbitros Nuno Bogalho, Filipe Duarte e José Gomes.

De acordo com o acórdão da secção não-profissional do Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol, ficou provado que Raul Oliveira "proferiu a seguinte expressão: '(são uns grandes) filhos da p..., hoje não saem daqui vivos'", mas que os próprios árbitros não entenderam esta palavras como "sendo um juízo lesivo/ofensivo da sua honra, consideração ou dignidade, merecedor de sancionamento disciplinar, à luz dos preceitos que visam a defesa daqueles valores associados à função de árbitros".

"A expressão utilizada no calor dos acontecimentos foi um comportamento grosseiro mas sem constituir objetiva e subjetivamente natureza de ofensa à honra, consideração e dignidade dos árbitros do jogo", pode ler-se ainda no referido acórdão da secção não-profissional do Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol para justificar a absolvição do arguido.

Recorde-se que a actuação da equipa de arbitragem no quarto jogo do play-off de apuramento do campeão entre Sporting e Benfica levantou muitas críticas por parte dos responsáveis leoninos depois do jogo ter sido resolvido no desempate por pontapés da marca de grande penalidade onde os 'encarnados' asseguraram o título de campeão.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.