José Loureiro, vice-presidente da Associação de Futebol de Lisboa, em declarações ao SAPO Desporto, explicou o que se passou em torno do regulamento da Taça de Honra de futsal da AF Lisboa, e que gerou polémica.

Recorde-se que AM Portela, Sporting e Belenenses queixaram-se de SL Olivais e Benfica por estes dois clubes não terem convocado os cinco jogadores sub-21 que o regulamento da competição impunha para cada jogo.

“Existe muita desinformação à volta deste assunto. A AF Lisboa tem um delegado ao jogo em cada encontro da Taça de Honra, e já tinha sido detectada essa violação do regulamento em dois jogos dos quartos-de-final. Imediatamente a sua Comissão Disciplinar reuniu-se e fez a análise do regulamento da prova, e o regulamento disciplinar.

O regulamento da prova revela uma omissão. Não diz qual é o castigo a aplicar ao clube que não cumpra essa norma. Esse regulamento foi feito pela AF Lisboa conjuntamente com os clubes participantes e enviado com um mês de antecedência. Todos nós temos responsabilidades porque não detectámos em tempo útil esta omissão.

Fazendo uso do que é regulamentar no futebol tivemos que ir para o regulamento hierarquicamente superior que é o regulamento de disciplina, e ele não previa qualquer situação de desqualificação ou derrota para esta situação. Foi então necessário recorrer ao artigo de escape onde cabe aquilo que não cabe nos outros e esse artigo diz que os clubes têm de ser punidos com uma multa devido ao incumprimento em causa. E foi isso que comunicamos a todos os departamentos jurídicos dos clubes que se queixaram”, explicou.

José Loureiro mostrou-se ainda disponível para que este regulamento seja revisto, com a participação de todos os clubes, para que nas próximas edições não aconteça uma situação semelhante.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.