Confirmada a conquista do título mundial de futsal, depois de bater a Argentina (2-1), a seleção portuguesa foi recebida num ambiente de apoteose. Bebé, um dos jogadores que se destacou ao serviço da seleção portuguesa na Lituânia, destacou a importância do momento e também lembrou que é o único jogador não profissional da equipa (atua no Leões de Porto Salvo depois de ter jogado 11 anos no Benfica).

"Foi um momento complicado depois de ter saído do Benfica, onde passei 11 anos. Ir para uma realidade nova, mas para um clube [Leões de Porto Salvo] que me recebeu muito bem. Sabia que o nível ia baixar um bocadinho e que tinha de lutar contra isso. Foram momentos em que acordava às 6h30 para ir treinar, depois ir trabalhar durante o dia, e voltar a treinar durante a noite, fazer isto sistematicamente. A verdade é que sou o único jogador não profissional destes 17 guerreiros e para mim tem um sabor muito especial", atirou em declarações aos jornalistas na Cidade do Futebol.

Sobre a conquista: "São muitas emoções, no jogo só queríamos que o tempo corresse e o tempo estava sistematicamente a parar. Aquela bola que no último segundo vai ao poste. Depois pensei, este título já não nos escapa. O objetivo foi cumprido", completou.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.