Os “encarnados” traziam de Lisboa, da primeira mão, o confortável resultado de 7-0, não sendo expectável que os vizelenses conseguissem uma reviravolta.

No entanto, a equipa da casa ainda deu luta e adiou o primeiro golo dos visitantes até aos oito minutos, quando César Paulo inaugurou o marcador, após passe de Pedro Costa.

Ao contrário do que o resultado dilatado do jogo na Luz poderia antever assistiu-se a uma primeira parte equilibrada entre duas equipas experientes mas nervosas.

Julinho e Paulo Leite podiam ter garantido o empate perto do intervalo, assim como, na área oposta, Davi esteve perto de aumentar a vantagem, valendo a intervenção de Freddy mesmo em cima da linha da baliza.

Na segunda parte, as equipas mantiveram o registo rápido de jogo com a Fundação Jorge Antunes a acusar a pressão da desvantagem e o conjunto orientado por Paulo Fernandes soube aproveitar os espaços criados.

Davi fez o segundo golo, aos 24 minutos, após desatenção de Freddy, que permitiu um cabeceamento isolado frente a Toni, que, no minuto seguinte (aos 25), impediu com os pés e já em esforço o terceiro golo dos lisboetas por tentativas de Davi e Diego Sol.

Na equipa de Adriano Ribeiro, destaque para as jogadas protagonizadas por Paulo Leite, que depois de arrumar o jogo à entrada da zona atacante do Benfica apenas pecou por não conseguir bater o guardião visitante. Mérito para Vítor Hugo e demérito para a falta de eficácia dos jogadores minhotos.

Aos 30 minutos, César Paulo bisou com um chapéu ao guarda-redes da casa. E a quatro minutos do fim, Cristiano pôs à prova o guardião benfiquista que teve de se esticar para evitar o tento de honra dos vizelenses.

Na reposição de bola, após jogada muito rápida do Benfica, César Paulo conseguiu uma grande penalidade que deu o quarto golo aos visitantes, mas a sua conta pessoal só ficaria completa com o quinto golo e último tento do encontro, na última jogada da partida.

O Benfica passa à final da Taça de Portugal e vai esperar pelo desfecho do jogo marcado para quarta-feira entre o Sporting e os Leões de Porto Salvo, sendo que o clube de Alvalade está em vantagem da primeira mão das meias-finais: vitória por 6-2.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.