Quem visse apenas a primeira parte deste encontro estava longe de adivinhar o resultado final.

O equilíbrio foi a nota dominante dos primeiros vinte minutos, com boas jogadas de parte a parte, algumas oportunidades e um golo para cada lado.

Portugal marcou primeiro por Israel aos 10 minutos e o Brasil empatou a 1m38s do fim por Neto.
O empate traduzia na perfeição aquilo que as duas equipas tinham feito no terreno de jogo.

Contudo, os minutos que duraram o intervalo parecem ter afectado a equipa das quinas. A selecção nacional surgiu transfigurada e para pior. Assistiu-se a um "novo jogo".

O Brasil pressionava, criava oportunidades de golo e Portugal defendia como podia, não conseguindo sair da sua área de forma organizada. Os jogadores brasileiros faziam triangulações, estavam em movimentação constante e Portugal não conseguia acompanhá-los.

Aos 4 minutos da 2ª parte surgiu o inevitável golo do Brasil, por intermédio do capitão de equipa, Vinicius. Um golo que se adivinhava pelo desenrolar da partida.

Mas quem marca um, marca dois e a selecção canarinha não se fez rogada. 30 segundos depois, Gonçalo Alves perde a bola em zona proibida e os visitantes aproveitam da melhor maneira. Vinicius toca para Wilde que só teve de encostar para o terceiro da partida.

Portugal não sabia como sair dali e Orlando Duarte pediu um desconto de tempo para "salvar" os seus jogadores. Apesar disso, nada se alterou, assistiu-se a um jogo de sentido único com os jogadores portugueses a tentarem reagir, mas sem mostrarem discernimento para tal

Aos 9 minutos, sem surpresa, novo golo do Brasil. Wander Carioca cabeceia a bola na área, esta bate em Israel e entra. Azar para Portugal que se via a perder por 4-1.

Já não havia volta a dar a esta partida, o seleccionador nacional ainda colocou Israel a guarda-redes avançado mas de nada serviu.

Portugal sai vergado na segunda parte perante o reconhecido talento dos brasileiros.

Amanhã a selecção das quinas volta a defrontar a congénere brasileira às 20h30m, esperando redimir-se do desaire de hoje.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.