A Seleção Nacional de futsal discute esta quinta-feira, frente à Rússia, um lugar na final do Euro-2018. Apesar de a equipa lusa ser a única em prova com um percurso 100 por cento vitorioso, o guarda-redes Vítor Hugo refere que ainda nada foi conquistado.

“Temos feito um percurso imaculado, mas estamos com os pés bem assentes no chão porque sabemos que ainda não ganhamos nada”, disse o guarda-redes, em declarações ao site da FPF.

“Sabemos da potência que está do outro lado e cabe-nos continuar a trabalhar como temos feito até aqui, para poder contrariar a Rússia”, advogou Vítor Hugo.

Tunha, jogador que participa pela primeira vez numa fase final, não escondeu o “muito orgulho pelo trabalho que tem sido feito”, mas destaca a qualidade do próximo adversário da equipa das quinas.

“A Rússia tem uma seleção bastante experiente, recheada de excelentes jogadores”, disse o pivô.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.