Ricardo Costa, guarda-redes da equipa de futsal do Centro Social da Bufarda, morreu no último sábado, 15 de maio, após sentir uma indisposição em campo. O guarda-redes de 25 anos, que também era dirigente do clube, queixou-se e pediu assistência médica depois de ter defendido um remate à queima-roupa com o abdómen frente ao Centro Social de Évora de Alcobaça, explica o jornal regional 'Gazeta das Caldas'.

O malogrado atleta foi assistido no local pelas equipas médicas do Centro Social da Bufarda e do Centro Social de Évora de Alcobaça e transportado depois para o hospital de Peniche, onde deu entrada como ferido leve.

Diz ainda o 'Gazeta das Caldas' que a situação do guarda-redes agravou-se pouco tempo depois de ser hospitalizado e acabou por morrer.

A morte de Ricardo Costa foi confirmado pelo Centro Social da Bufarda na rede social Facebook.

"A direção do Centro Social da Bufarda hoje perdeu um elemento da direção e da equipa de futsal. Desde já prestamos nossas sinceras condolências à família do nosso colega Ricardo Costa. Um forte abraço de apoio a toda a direção, equipa de futsal e equipa técnica que tenham muita força para continuar a lutar. Guardamos os bons momentos, a amizade e o companheirismo… até sempre Ricardo. Agradecemos todo o apoio que nos tem chegado de outras equipas e instituições", escreveu o clube.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.