O selecionador português de futsal, Jorge Braz, exigiu esta segunda-feira um jogo «de excelência» frente à Bielorrússia, apesar de a qualificação para o Mundial de 2012 estar praticamente garantida depois da goleada por 7-1 alcançada em Minsk.

Jorge Braz não acredita que os jogadores portugueses descomprimam em função do resultado da primeira mão do “play-off” de acesso à fase final, que se disputa em novembro, na Tailândia, e pede «perfecionismo» no encontro de terça-feira, no pavilhão do Estádio da Luz, em Lisboa, com início às 20h15 horas.

«Este é um jogo oficial e é para manter a qualidade, se calhar tentar ser mais perfecionistas. Houve momentos de alguma instabilidade durante a primeira parte lá [em Minsk]. A segunda parte foi de excelência. Nesta terceira e quarta partes o objetivo é manter essa excelência», advertiu o técnico, em conferência de imprensa.

Jorge Braz assinalou que este será o último jogo oficial para a seleção na época 2011/12 e que também por isso os jogadores não irão facilitar, apesar de a vantagem de seis golos conquistada na Bielorrússia colocar a equipa das quinas com um pé no Campeonato do Mundo.

«Estão cá os melhores e os melhores nunca têm esse tipo de comportamento, nem essa forma de encarar a preparação para o jogo e o próprio jogo. Preparámos isto com muito rigor, como estamos habituados, e o jogo tem que ser o concluir dessa preparação. Para carimbarmos essa qualificação para o Mundial», observou o treinador.

Para Jorge Braz, a união em torno dos objetivos comuns da seleção, «quase como num clube», é um dos seus maiores ativos: «Parece que estamos juntos todos os dias. Vamos ter um jogo em que queremos demonstrar essa nossa organização, essa nossa identidade quase de clube», assegurou.

O ala Marinho também considerou que a eliminatória está «quase resolvida», mas lembrou que o resultado em Minsk «podia ter sido diferente», alertando para a necessidade de «encarar o jogo seriamente».

«Fizemos uma exibição muito conseguida na Bielorrússia. A eliminatória está quase resolvida, mas temos que carimbar o apuramento com uma boa exibição em nossa casa. Estamos todos cientes da importância deste jogo, que vale a qualificação para o Mundial», advertiu Marinho.

Portugal procura qualificar-se pela quarta vez consecutiva para a fase final do Campeonato do Mundo de futsal, depois das presenças em 2000 (Guatemala), 2004 (Taiwan) e 2008 (Brasil), tendo como melhor resultado o terceiro lugar alcançado na estreia, há 12 anos.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.

Ajude-nos a melhorar o SAPO Desporto