O selecionador português de futsal feminino, Luís Conceição, prevê que o Campeonato da Europa seja equilibrado entre Portugal, Ucrânia, Espanha e Rússia, e que os pormenores possam ter uma influência decisiva no resultado final.

"Vão ser muito equilibrados os quatro jogos. Julgo que se possam decidir por pouco golos de diferença no resultado final e se calhar num momento de inspiração de uma ou outra atleta, nos detalhes e quem errar menos pode tirar alguma vantagem no resultado", analisou o técnico, em entrevista à agência Lusa, durante o estágio de preparação, em Rio Maior.

Contudo, Luís Conceição não quer ter os olhos na final de domingo, em Gondomar, palco da primeira fase final feminina organizada pela UEFA, sem primeiro superar a Ucrânia nas meias-finais, na sexta-feira.

"O essencial e o foco é a Ucrânia. Só podemos estar no dia 17 se vencermos a Ucrânia. Elas são à imagem das equipas do norte da Europa, mas mais competitivas, com uma grande entrega ao jogo, a disputar os duelos individuais pelo físico que têm e a querer aproveitar vantagem nisso e com transições muito rápidas", caracterizou.

Ainda assim, não esconde a ambição de erguer o troféu e dar uma alegria a todos os portugueses: "É um grupo com muita experiência, vontade de vencer e com grande compromisso com tudo que fazem. Isso vai ajudar-nos a chegar ao dia 17 e ficarmos satisfeitos e sorridentes com o resultado final".

O selecionador nacional realçou também a importância de ter as 14 convocadas juntamente com a seleção masculina no estágio, com o intuito de transmitir experiência de campeão.

"Eles são campeões da Europa. Estamos a lutar para chegar lá também e poder partilhar a experiência e momentos que sejam vividos naquele nível é importante para elas ficarem com uma ideia", defendeu.

Por fim, o selecionador abordou a vantagem que considera ser preciosa para destronar as seleções adversárias, referindo-se à hipótese de colocar as cinco atletas do Benfica a atuar em simultâneo.

"Traz coisas boas em grande parte dos momentos. Claramente é uma vantagem também podermos ter cinco atletas que trabalham diariamente e porque o Benfica tem dominado o futsal feminino português", disse, relativamente a Ana Catarina, Fifó, Sara Ferreira, Janice Silva e Inês Fernandes.

Portugal carimbou a presença entre as quatro melhores seleções da Europa graças aos triunfos frente à República Checa (12-0), à Finlândia (3-1) e à Sérvia (11-0).

A fase final realiza-se no Pavilhão Multiusos de Gondomar, onde a equipa das ‘quinas' vai defrontar a Ucrânia nas meias-finais, em 15 de fevereiro, pelas 21:45, enquanto a Espanha enfrenta a Rússia, no mesmo dia, pelas 19:00. A final da competição está agendada para as 18:30, do dia 17.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.