Gabriel, jogador do Modicus Sandim, equipa que pela primeira vez vai disputar a Final da Taça de Portugal de Futsal, sabe das dificuldades que o Benfica pode colocar, mas afiança que a equipa está confiante e quer fazer história.

«A presença nesta Final constitui um marco histórico para o clube e isso nota-se bem no ambiente de festa que se vivido em Sandim. Tivemos uma caminhada muito difícil até chegarmos à Final. Deixámos pelo caminho adversários muito complicados, entre os quais uma equipa de escalão inferior, o Portela, mas que nem por isso deixou de mostrar que tem jogadores excelentes, muitos com qualidade para jogarem na 1ª Divisão. Além do mais, e à exceção do primeiro jogo, diante do Belenenses, atuámos sempre na condição de visitados, o que não deixa de ser uma adversidade adicional», lembrou.

Para o jogo frente ao Benfica, o pivot atribui favoritismo aos encarnados.

«O Benfica é, sem dúvida, favorito, mas como se costuma dizer, as finais são para serem ganhas. Formamos uma equipa muito ambiciosa e queremos trazer a Taça para Sandim. Já estudámos bem o adversário e, embora o histórico não esteja do nosso lado, vamos tentar contrariar o favoritismo do Benfica. Sem pressão, vamo-nos divertir e gozar esta imensa alegria de estarmos na Final da Taça, algo inédito para a maioria dos jogadores e que será, certamente, muito marcante», concluiu.

O jogo entre Benfica e Modicus disputam a Final da Taça de Portugal de Futsal a 6 de Maio de 2012, no Pavilhão Polidesportivo Dr. Salvador Machado, em Oliveira de Azeméis, a partir das 17h15, com transmissão directa na RTP 2.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.