Depois de ter já lamentado o tratamento que tem recebido pelos dirigentes do Inter Movistar durante o confinamento devido à COVID-19, Ricardinho, que está de saída do clube espanhol, falou igualmente das medidas financeiras tomadas pelo clube durante a pandemia e do impacto que tal teve no seu salário.

"Desde que entramos em ERTE [Expediente de Regulamentação Temporária de Emprego], recebi apenas três mil euros de um salário de cerca de 50 mil", explicou Ricardinho numa conversa no Instagram durante o programa 'Futsal Talks'.

O internacional português, que estava no Inter desde 2013/14 mas que vai rumar aos franceses do ACCS Paris na próxima época, disse não saber muito bem qual é neste momento o seu ponto de situação no clube espanhol, com o qual tem contrato até 30 de junho. "Não sei se ainda sou jogador do Movistar Inter ou não, se tenho que ir treinar ou não...", explicou.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.