O guarda-redes internacional brasileiro Guitta vai continuar a defender a baliza da equipa de futsal do Sporting, que recentemente se sagrou campeão europeu, anunciou hoje o clube, no sítio oficial na Internet.

“Fico muito feliz por continuar e pelo carinho que os sportinguistas têm demonstrado por mim. Estou feliz por ficar e continuar entre os melhores”, afirmou Guitta, de 33 anos.

Sem revelar a duração do contrato, o guarda-redes, que veste a camisola ‘leonina’ desde 2018/19, prometeu o mesmo empenho no futuro.

“Podem ter a certeza de que a sede de títulos vai continuar, assim como a garra que tenho dentro da quadra. Vou dar o meu máximo até ao último momento em que servir o Sporting”, vincou.

Em 06 de maio último, Guitta tinha anunciado que ia deixar o Sporting, pelo qual conquistou títulos europeus de 2018/19 e 2020/21, duas Taças de Portugal, uma Supertaça e uma Taça da Liga, enquanto ainda disputa as meias-finais do campeonato nacional de 2020/21.

“Não vou ficar, não. Não tenho ‘team’ ainda. O empresário diz que não posso falar muita coisa. (...) Não chegámos a acordo [com o Sporting], é definitivo”, disse o guarda-redes, numa conversa na rede Instagram com o antigo internacional brasileiro Vinicius.

Hoje, o responsável pelo futsal do Sporting, José Almeida, assumiu a satisfação com a renovação do contrato com o guarda-redes.

“É um contentamento para todos nós, era aquilo que queríamos há muito tempo. Nunca será fácil negociar com os melhores do mundo, mas sempre tivemos esperança e por isso é um dia muito feliz para nós”, afirmou José Almeida, explicando que “as coisas não podem ser geridas com o coração e por isso é que as negociações demoraram algum tempo”.

O dirigente dos ‘leões’ realçou que a renovação se ficou a dever a uma confluência de vontades: “O Guitta quis ficar e nós e os adeptos também queríamos muito que ele ficasse”.

Após o acordo, Guitta assumiu como objetivo a conquista do título nacional de futsal, que o Sporting não conquista desde 2017/18, sendo que ainda vai disputar as meias-finais da presente competição, frente aos Leões de Porto Salvo.

“É um objetivo meu e de toda a equipa. É a minha grande prioridade porque é o único título que ainda não tenho aqui. Merecemos conquistá-lo para coroar a sequência tão competitiva e vitoriosa desta época e também porque acho que o Sporting nunca teve um ano tão incrível como aquele que está a ter”, rematou Guitta.

*artigo mais atualizado às 12h05

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.