O norte-americano Brian Harman, que nunca tinha passado o ‘cut’, lidera isolado o US Open de golfe após a terceira volta, marcada pelas 63 pancadas (nove abaixo do par) do compatriota Justin Thomas.

Harman, um dos quatro comandantes após a segunda volta, marcou 67 pancadas (cinco abaixo do par) e terminou sábado o terceiro dia com 204 pancadas (12 abaixo), uma a menos do que um trio, composto por Thomas, o também norte-americano Brooks Koepka e o inglês Tommy Fleetwood.

Logo atrás, com 206 pancadas, isolado no quinto lugar, segue mais um jogador da casa, Robbie Fowler, nono do ‘ranking’ mundial e o mais cotado entre os primeiros. O sexto é o sul-coreano Si Woo Kim, com 207.

O terceiro dia em Erin pertenceu, porém, a Justin Thomas, de 24 anos, que selou o quinto ‘63’ da história do US Open e tornou-se o primeiro jogador a completar uma volta com nove pancadas abaixo do par.

Thomas marcou um ‘eagle’ (duas pancadas abaixo do par), no 18.º e último buraco, nove ‘birdies’ (uma abaixo) e dois ‘bogeys’ (uma acima), para o primeiro ‘63’ na prova norte-americano desde que Vijay Singh, em 2003.

Do quarteto que liderava a meio, apenas o inglês Paul Casey ficou afastado da luta pela vitória, ao marcar 75 pancadas (três acima do par), seguindo agora no 17.º posto, com mais oito golfistas, entre os quais o espanhol Sergio Garcia, recente vencedor do Masters de Augusta.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.