O norte-americano Dustin Johnson, número um mundial, assumiu ontem a liderança isolada do Masters de Augusta, após a conclusão de uma irrepreensível terceira volta do torneio, que decorre até este domingo na Geórgia (Estados Unidos).

Johnson entregou um cartão com 65 pancadas (sete abaixo do par do campo), igualando o registo que tinha alcançado no primeiro dia de competição, em consequência de um ‘eagle’ (duas pancadas abaixo do par do buraco) e cinco ‘birdies’ (uma abaixo).

O líder da hierarquia mundial distanciou-se dos outros quatro praticantes com os quais repartia o comando da prova, passando a totalizar 200 pancadas (16 abaixo do par), menos quatro do que o trio de perseguidores, composto pelo mexicano Abraham Ancer, o sul-coreano Sungjae Im e o australiano Cameron Smith.

O norte-americano Justin Thomas, terceiro colocado do ranking, e o espanhol Jon Rahm, número dois mundial, que ocupavam também o topo da classificação, caíram para o sexto e sétimo lugares, respetivamente, a seis e sete pancadas de Johnson.

O norte-americano Tiger Woods, detentor de cinco títulos no Masters, o último dos quais conquistado em 2019, segue no grupo dos classificados na 20.ª posição, com mais 11 golpes do que o líder.

A 84.ª edição do Masters, que decorre no Augusta National Golf Club, estava inicialmente agendada para decorrer entre 09 e 12 de abril, mas foi adiada para novembro devido à pandemia de covid-19.

A prova está a decorrer à porta fechada, sendo apenas permitida a presença de cerca de 500 pessoas, entre as quais membros do Augusta National Golf Club, responsáveis do torneio, convidados e familiares de jogadores.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.