Os golfistas portugueses Pedro Figueiredo e Tomás Bessa terminaram empatados na 13.ª posição o Challenge de Espanha, ambos com 288 pancadas, no Par do campo do Iberostar Real Club de Golf Novo Sancti Petri, em Cadiz.

Figueiredo, que havia integrado o ‘top 3’ ao final das duas rondas inaugurais e partido para a última volta do sétimo lugar, cometeu hoje um deslize no buraco 18, onde fez um ‘duplo-bogey’ (duas acima), e acabou por cair seis lugares no ‘leaderboard’, depois de ter registado ainda três ’birdies’ (uma abaixo) nos buracos 1, 9 e 11 e dois ‘bogeys’ (uma acima) no 2 e 10.

Ao contrário do profissional de Azeitão, com voltas de 74, 70, 71 e 73, Tomás Bessa assinou na despedida a sua melhor exibição, ao entregar um último cartão com 69 pancadas, graças a seis ‘birdies’ nos buracos 2, 4, 6, 8, 14 e 18, um ‘duplo-bogey’ no 7 e um ‘bogey’ no 17.

Enquanto Bessa, de 25 anos, trepou 12 lugares no ‘leaderboard’ para terminar entre os 15 primeiros, com um agregado de 288 pancadas (72+76+71+69), Tomás Gouveia terminou no 62.º posto, ao contabilizar 300 ‘shots’ (74+76+76+74).

O troféu do Challenge de Espanha foi conquistado pelo sueco Jens Dantorp com 278 pancadas (74+71+67+66), menos três que o espanhol Victor Pastor (70+74+67+70), que alcançou assim o seu terceiro título do Challenge Tour.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.