O profissional algarvio completou a quarta e última volta com 68 pancadas, quatro abaixo do Par, para deixar o 10.º lugar e ascender à sexta posição do ‘leaderboard’, com um agregado de 274 ‘shots’ (67+71+68+68), 14 abaixo no total.

“Foi uma volta muito parecida à de ontem [sábado], só que hoje fiz um ‘bogey’ e mais um ‘birdie'”, comentou no final, em declarações à Lusa, sobre o desempenho na despedida, que resultou em cinco ‘birdies’ (uma abaixo) nos buracos 2, 4, 7, 10 e 11 e um ‘bogey’ (uma acima) no 5.

Graças à boa exibição no Dutch Open, Ricardo Santos, de 39 anos, deverá subir ao 156.º lugar na Corrida para o Dubai, o ‘ranking’ do European Tour, depois de ter passado o ‘cut’ em apenas nove dos 21 torneios disputados este ano.

“Estou muito contente. Foi uma semana muito boa, aliás a melhor até ao momento. Finalmente, apareceu um bom resultado para me animar e dar maior motivação para o que falta. Ainda há muito para conquistar até ao final da temporada”, afiançou o jogador natural de Faro.

Ricardo Melo Gouveia, membro efetivo do Challenge Tour e que esta época já alcançou dois títulos, terminou no 58.º posto da classificação, com um agregado de 285 pancadas (70+71+73+71), três abaixo do Par, em vésperas de disputar o Open de Portugal at Royal Óbidos, entre 23 e 26 de setembro.

O sueco Kristoffer Broberg, mesmo tendo registado hoje a sua pior exibição, ao cumprir o Par do campo, conquistou o seu segundo título do European Tour, com um total de 265 ‘shots’ (68+64+61+72), 23 abaixo e três pancadas de vantagem sobre o alemão Matthias Schmid, segundo colocado, à frente do espanhol Alejandro Cañizares, que fechou o pódio.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.