Espanha e Argentina são os finalistas do Campeonato do Mundo de hóquei em patins, que decorre em Angola, depois de terem vencido o Chile e Portugal, respetivamente, nas partidas das meias-finais.

A Espanha foi a primeira a garantir o acesso à final, e conseguir a oportunidade de revalidar o título mundial, após golear o Chile, por 7-0, numa partida que controlou desde o início sem dar qualquer hipótese de reação ao adversário.

Para a Argentina, a tarefa foi bem mais complicada.

Após 40 minutos pautados pelo equilíbrio, e manchado com algumas más de decisões dos árbitros, como foi exemplo a anulação de um golo apontado pelo português João Rodrigues, no final do tempo regulamentar a partida encontrava-se empatada sem golos.

O jogo ficou definido no final da primeira parte, após Portugal fazer a décima falta, e a Argentina, através de livre direto, apontado por Matias Nicolia, marcar o golo de ouro que afastou a seleção comandada por Luís Sénica da final.

Portugal fica mais uma vez impedido de lutar pelo troféu, que conquistou pela última vez em 2003, aquando o Mundial se realizou em Oliveira de Azeméis, em Portugal, e a seleção lusa era comandada por Vítor Hugo.

Espanha e Argentina encontram-se este sábado, último dia do Campeonato do Mundo de hóquei em patins, às 21h15, para lutar pelo título mundial, que há três provas consecutivas é conquistado pela equipa espanhola.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.