Benfica, Oliveirense e Candelária disputam a partir de quinta-feira, em Itália, a “final a 8” da Liga Europeia de hóquei em patins, juntamente com espanhóis e italianos, e com a vontade férrea de erguer o troféu.

Nos quartos de final da competição, a formação do Candelária terá pela frente os campeões em titulo do Liceo da Corunha, a Oliveirense o colosso FC Barcelona, ambos de Espanha, e o Benfica o Valdagno, de Itália.

O Candelária, que se impôs na derradeira jornada da fase de grupos ao FC Barcelona, por 3-2, irá disputar o acesso às meias-finais frente ao Liceo da Corunha, que já ergueu o troféu por cinco vezes.

«É uma equipa com muita qualidade técnica e com uma capacidade física muito acima da média», considerou o treinador da equipa insular do Candelária, Carlos Dantas, que destacou ainda o facto de os espanhóis serem mais experientes.

Carlos Dantas traçou ainda um cenário pouco animador para as equipas portuguesas na “final a 8”, considerando que o Candelária terá uma missão «muito difícil», a Oliveirense «vida complicada» e o Benfica «irá passar um mau bocado».

O treinador do Candelária considera que a equipa do Liceo tem muitos carregadores de piano, ao nível físico e tático, o que irá colocar problemas á sua equipa, e aposta numa final entre o FC Barcelona e o Benfica.

Luís Sénica, treinador do Benfica, considerou, em declarações ao sítio do clube “encarnado”, que a primeira grande premissa para a “final a 8” é «ultrapassar o Valdagno».

«Desfrutar, olhar para o adversário, analisá-lo, ir à pista e vencê-lo. É isso que nós desejamos, para já», considerou Luís Sénica, recordando o lema da equipa de pensar «jogo a jogo».

Sérgio Silva, que ajudou com cinco golos a eliminar o HC Braga da Taça de Portugal, destacou o espirito de união do grupo e apontou que o Benfica irá fazer tudo para tentar vencer o troféu.

«É impossível ganhar jogos e competições sem ter um bom espirito de grupo. Quando há alguém que rema para o lado contrário, as vitórias e os títulos não existem. Estamos ainda em três frentes e é sinal de que o grupo está unido e a trabalhar para ganhar», referiu.

O bom momento do Benfica está patente com a condição de líder do campeonato, com vantagem sobre o decacampeão FC Porto, apesar de os dois clubes ainda terem que se defrontar, na Luz.

O Benfica garantiu a presença na “final a 8” com o triunfo no Grupo D da fase regular, em que terminou com um ponto de vantagem sobre os italianos do Lodi e três sobre os espanhóis do Pati VIC.

O FC Porto foi o único clube português presente na fase de grupos a falhar a passagem à final a oito, dado ter terminado no terceiro posto do Grupo C, embora com os mesmos 12 pontos do Liceo (primeiro) e do Valdagno (segundo).

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.