Carlos Nicolía, jogador de hóquei em patins do Benfica, fez uso das redes sociais para denunciar os insultos que recebe sempre que vai ao Dragão Arena.

O argentino afirma que a situação é recorrente desde que chegou a Portugal, pouco tempo depois de a mãe do filho ter falecido, e exige "respeito" aos adeptos do FC Porto.

"'Assassino, mataste a tua mulher' (E isso é a coisa mais suave). Calei-me durante nove anos, hoje digo basta!", começou por escrever no Instagram.

"Durante nove anos que, cada vez que fui ao Dragão Caixa [agora Dragão Arena], as pessoas atrás do banco (não a claque) gritavam "Assassino, mataste a tua mulher" e muitas coisas que até me dá vergonha de dizer. O meu filho já tem 11 anos e entende tudo. (...) Passei nove anos a ouvir estas coisas todos os jogos, mas hoje digo basta. (...) Não por mim, mas pelo meu filho... Não quero que ele ouça nunca que há pessoas que usam a perda da sua mãe devido a uma rivalidade ou para acreditarem que são engraçadas! Tudo tem um limite... Respeito", disse ainda.

Esta publicação surge um dia depois do FC Porto vencer o Benfica por 3-0 no Dragão Arena.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.