O coordenador da Comissão Executiva do Mundial de Hóquei em Patins, Carlos Alberto Jaime, augurou hoje, terça-feira, que se redobrem as capacidades de trabalho para o êxito do mundial, a decorrer nas cidades de Luanda e do Namibe em Setembro próximo.

«Ainda há muito por se trabalhar, temos as infraestruturas por entregar. Vamos continuar a pressionar os empreiteiros, fazer a nossa parte, a fiscalização cumprirá a parte dela, para que tudo o que estiver relacionado com a organização do mundial seja numa só palavra, uma força e vitória de todos os angolanos», disse.

Em conferência de imprensa na cidade do Namibe, agradeceu a confiança depositada nos angolanos, pelo comité internacional, para a realização do mundial de hóquei em patins em Angola.

«É um facto e satisfação saber que a partir do grande esforço desenvolvido pela província do Namibe e de Luanda, o comité de hóquei confirma a realização do campeonato do mundo nestas duas cidades», frisou.

«Penso que como angolano e grande amante do desporto em geral, temos de nos sentir muito contentes com esta decisão. É o hóquei que vai crescer, o desporto, a visibilidade da província e o país em geral», acrescentou, afirmando que os angolanos estão todos de parabéns.

«Esta é uma recompensa do trabalho levado a cabo pelo comité organizador e por todos que direta ou indiretamente estão ligados a esta empreitada», concluiu.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.