O FCP enviou hoje ao Conselho de Arbitragem da Federação de Patinagem de Portugal uma participação relativa ao que considera ser erros da dupla de arbitragem que "decidiram o encontro" deste domingo contra o Óquei de Barcelos.

O resultado final do jogo, do campeonato nacional de hóquei em patins, foi 5-4, a favor da equipa visitada, o Óquei de Barcelos.

Na carta enviada ao órgão que tutela o hóquei em patins nacional, os 'dragões' falam de "quatro erros-chave" que "influíram no resultado do jogo": duas grandes penalidades "mal assinaladas" contra os portistas, outra por assinalar a seu favor e a "injustificável expulsão" de Gonçalo Alves ao minuto 50, num lance "de simulação" que resultou no golo da vitória barcelenses.

"Não pode a Federação de Patinagem de Portugal pretender organizar o melhor campeonato do mundo, e ao mesmíssimo tempo, ter equipas de arbitragem cujo desempenho é medíocre e tem influência direta nos resultados finais de encontros e, muito provavelmente, em classificações finais", refere a carta enviada.

"Julga o Futebol Clube do Porto que talvez seja esta a altura para a Federação de Patinagem de Portugal considerar a implementação do árbitro assistente de vídeo (vulgo VAR), conforme se começa a verificar noutras latitudes", finaliza a nota do clube.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.