A capitã de equipa de hóquei em patins do Benfica, Marlene Sousa, espera um jogo difícil esta quinta-feira com a espanholas do Voltregà, nos quartos de final da Liga Europeia feminina, mas lembrou a vitória da época passada.

Marlene Sousa, que falava à agência Lusa em antevisão ao encontro com as detentoras do troféu na edição 2018/19 (na época passada não houve fase final devido à pandemia da covid-19), garante que toda a equipa viaja para a Catalunha com um único objetivo: vencer.

“A expectativa, e jogando num clube como o Benfica, é sempre de ganhar. É com esse pensamento que entramos e não pode ser de outra forma, porque o Benfica vive de títulos, vive de vitórias e estamos focadas no jogo de quinta-feira. Estando numa competição como esta, que é a Liga Europeia, a motivação está alta. Queremos muito voltar a ganhar esta competição”, afirmou.

Com os patins bem assentes no chão, Marlene Sousa afiança que apenas pensa “jogo a jogo” e que a equipa não está retraída por defrontar o campeão em título.

“Temos de pensar jogo a jogo. Só podemos chegar à final se vencermos primeiro o jogo de quinta-feira. O nosso foco está aí, independentemente de ser o campeão em título. Não nos podemos esquecer que na época passada eliminámos esse mesmo Voltregà [as espanholas não passaram a fase de grupos, tendo averbado um empate (1-1) e uma derrota (5-1) com o Benfica], apesar da 'final-four' não se ter realizado devido à pandemia da covid-19. Venha quem vier, o objetivo do Benfica é sempre o mesmo: ganhar”, asseverou.

À semelhança do discurso do treinador Paulo Almeida, a 'camisola 2' do Benfica, realçou que a base do sucesso para a Liga Europeia assenta no capítulo defensivo e na eficácia atacante.

“O resultado vai pender para a equipa que falhar menos, a equipa que tiver mais atenção aos pormenores. É dessa forma que podemos surpreender o Voltregà. Tentar entrar com a concentração máxima, falhar o menos possível, e aproveitar todas as oportunidades para poder concretizar. Sabemos que num jogo destes as oportunidades não são tantas como num jogo do campeonato nacional, mas temos de ter paciência e aproveitar as oportunidades que tivermos”, disse.

A Liga Europeia tem a particularidade de ter público nas bancadas, algo que não acontece em Portugal há mais de um ano e que, segundo Marlene Sousa, deixa a equipa bastante satisfeita e moralizada.

“Temos muitas saudades do público e é um fator que funciona como motivação extra para cada uma de nós. Vão estar presentes alguns membros das nossas famílias e isso acaba por ser um reforço e uma motivação extra para qualquer jogadora da nossa equipa. Jogar com público é sem dúvida diferente, é uma motivação e uma força especial”, concluiu.

O Benfica viaja hoje para a Catalunha onde defrontará esta quinta-feira o Voltregà, às 17:00, em jogo da final a oito que se realiza no Pavilhão Municipal dos desportos Maria Victor na cidade de Palau-Solità.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.