O antigo hoquista Francisco Velasco, bicampeão mundial ao serviço da seleção portuguesa, morreu hoje, aos 85 anos, anunciou o Sporting de Tomar, formação da qual foi treinador de seniores entre 1983 e 1985.

Francisco Velasco nasceu em Goa, na Índia, mas foi em Moçambique que começou a praticar hóquei em patins, na equipa do SNECI, em 1948, tendo sido convocado em 1955 para integrar a seleção que disputou o Campeonato do Mundo, em Itália.

Com a camisola da seleção portuguesa, que envergou durante oito anos, Velasco sagrou-se duas vezes campeão mundial, em 1958 e 1960, uma vez campeão europeu (1959), vencendo também uma taça latina e uma edição do torneio de Montreux.

Além do SNECI, representou também o Lusalite da Beira, o Ferroviário e o Sporting, ambos de Lourenço Marques.

Topógrafo de profissão, Francisco Velasco tornou-se treinador em 1964, tendo orientado, além do Sporting de Tomar, onde terminou a carreira, a Associação Desportiva de Oeiras, a seleção de Angola e o Hockey Club Monza, de Itália.

Francisco Velasco, que em 1982 publicou o livro Hóquei em Patins, foi distinguido com a medalha de mérito desportivo pelo Presidente da República Américo Tomás e recebeu louvores públicos da Federação Portuguesa de Patinagem e do Ministério da Educação.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.